Livro “Ecologia Industrial”: onde comprar

Gente,

Muitas pessoas têm me perguntado onde comprar o livro “Ecologia Industrial: Desafios na Perspectiva da Economia Circular”. CONVITE-Ecologia Industrial 4

Agradeço demais pelo interesse de vocês! 🙂

Você pode adquiri-lo pela internet:

Ou em lojas físicas (exclusivamente na cidade do Rio de Janeiro):

  • Livraria Argumento (Leblon);
  • FGV Livraria (Botafogo);
  • Aliança Universitária;
  • Travessa (site) – Se houver procura pelo site, eles fazem pedido pra loja.

Espero que gostem da leitura e fiquem à vontade para comentar sobre as suas percepções! 🙂

Ecologia industrial: livro aponta caminhos para o descarte e reaproveitamento de resíduos da indústria

Lançamento acontece em 30 de agosto, na livraria Argumento, no Leblon (RJ)

Um dos grandes desafios da sociedade moderna é reduzir o alto nível de poluição resultante de processos produtivos indusconvite-ecologia-industrial-4.jpgtriais. Segundo o Departamento de Resíduos Sólidos do Ministério do Meio Ambiente, o Brasil recicla somente 13% dos resíduos industriais. Dentro deste contexto, o livro Ecologia Industrial, das professoras Alessandra Magrini (Coppe/UFRJ) e Lilian Veiga (IFRJ), analisa a potencialidade, a viabilidade e a urgência de se empreenderem no Brasil experiências de reconfiguração e planejamento de arranjos produtivos com base nos princípios e instrumentos da Ecologia Industrial.

O livro foi organizado de maneira didática, abordando a questão da Sustentabilidade e da Economia Circular; passando por análises acerca da Gestão Ambiental, Localização Industrial e Ecologia Industrial. São apresentadas também quatro pesquisas sobre criação de Parques Eco-Industriais (PEIs) e Simbioses Industriais (SIs) e sobre a transformação de Distritos Industriais em Parques Eco-Industriais. No final, o livro traz um apanhado das experiências de PEIs e SIs em países desenvolvidos e emergentes com detalhes do caso brasileiro.

Victoria Santos, consultora do Instituto de Inovação em Biossintéticos do SENAI CETIQT e coautora do capítulo intitulado Planejando a Criação de Parques Eco-Industriais e Simbioses Industriais, destaca as ideias apresentadas para a criação e consolidação de redes de simbiose industrial: “a simbiose industrial preconiza a colaboração entre diferentes unidades produtivas por meio do intercâmbio ou compartilhamento de recursos, como resíduos, energia ou mesmo infraestrutura, visando tanto a melhoria do desempenho ambiental, como aumento de competitividade dos participantes”. O livro inclui também estudos de casos do Distrito Industrial de Paracambi, na região metropolitana do Rio de Janeiro, e da indústria sucroalcooleira de Campos dos Goytacazes, no norte do estado. “A Ecologia Industrial oferece soluções de engenharia para a materialização da Economia Circular, e a Simbiose Industrial é um dos instrumentos utilizados para este fim”, afirma Victoria.

O SENAI CETIQT, instituição que é referência de ensino, consultoria e inovação nas áreas têxtil, de confecção e química, está atento a esse movimento, tendo lançado recentemente um projeto para estimular a criação de biostartups que apresentem soluções sustentáveis para os resíduos industriais. Além disso, o curso de Engenharia Química da instituição aborda junto aos alunos os conceitos apresentados no livro, contribuindo assim para a formação de profissionais preparados para atender as demandas da sociedade moderna, em linha com os princípios da sustentabilidade e da economia circular.

O livro Ecologia Industrial: Desafios na Perspectiva da Economia Circular é especialmente indicado para gestores públicos, empresários, pesquisadores e acadêmicos. O lançamento acontece amanhã, 30 de agosto (quinta-feira), às 19h00, na Livraria Argumento, no Leblon (Rua Dias Ferreira, 417), Rio de Janeiro.

Fontes: https://www.segs.com.br/demais/132975-ecologia-industrial-livro-aponta-caminhos-para-o-descarte-e-reaproveitamento-de-residuos-da-industria

http://senaicetiqt.com/ecologia-industrial-livro-aponta-caminhos-para-o-descarte-e-reaproveitamento-de-residuos-da-industria/

Lançamento do livro “Ecologia Industrial – Desafios na Perspectiva da Economia Circular”

Querid@s, gostaria de convidá-los para o lançamento do livro “Ecologia Industrial – Desafios na Perspectiva da Economia Circular” organizado por Alessandra Magrini e por Lilian Veiga.
Nele, sou coatora do capítulo “Planejando a Criação de Parques Eco-Industriais e Simbioses Industriais”.
O lançamento será no dia 30/08/2018 às 19h na Livraria Argumento no Leblon.

CONVITE-Ecologia Industrial 4

De missão em missão

Eu não sei pq razão universal, desde nova me interessava por tópicos tratando da humanidade e seus mistérios. Gostava de ler sobre como civilizações inteiras aparecem e desaparecem, sobre como usar as forças da natureza de maneira harmônica, sobre karma, etc. Tinha uma propensão inata a questões de justiça. Sempre gostei de ajudar as pessoas. Desde nova escutava Bob Marley com meu pai. E aquelas palavras. Aqueles chamados para a pacificação da existência terrena, sempre tiveram tanto significado para mim… Sempre gostei de gente. Em geral tinha convivência harmoniosa com todo tipo de gente. As mais e menos queridas por meus amigos e parentes. Enfim, fiz toda essa reflexão para não explicar o porquê de eu sempre querer trabalhar com algo que contribuísse para melhorar a condição de vida da humanidade. Sem saber muito bem o quê. Daí fui levando… fui fazendo o que deveria fazer… estudando, passando no vestibular, me formando, indo trabalhar… até que vi o documentário do Cradle to Cradle… e bum!! Td fez sentido. Uma existência sem geração de lixo seria a solução para a humanidade. E larguei o trabalho. Fui fazer mestrado e doutorado para trabalhar com fechamento de ciclo. Ou seja, ajudar a humanidade a não gerar mais lixo. E isso, em minha visão era o máximo.  Até que a questão racial bateu na minha porta. E, com isso, a paixão pelo fechamento de ciclo foi um pouco arrefecida. De todo modo, ainda sigo nessa jornada no doutorado. Ainda mais arrefecido. rsrs

Só mais recentemente, depois de aceitar o meu chamado para um mergulho em mim mesma. Depois de ter parado de consumir produtos de origem animal. Depois de estar meditando regularmente. Depois de escutar Bayyinah Bello, Ralph Smart, Prince, Teal Scott. Depois de fazer coaching com a meta de me tornar inteira para ter a vida que eu desejo… depois de fazer um retiro nas alturas indo e voltando de Amsterdam para Nova Iorque num mesmo dia… enfim… Depois de muito experienciar e questionar essa existência… Hoje eu penso que nenhuma solução faz sentido enquanto vivermos na ilusão da separação e da competição. E do tempo. Enquanto cada um de nós não tivermos em paz com nós mesmos, não veremos paz fora de nós. Isso vem com autoatenção, autoaceitação, autoobservação, meditação, autoconhecimento. Vem com educação para o fechamento do ciclo interno. A gente quer fazer tudo externamente. Fechar levar saúde e sustentabilidade para o mundo externo, mas o nosso corpo não está nem saudável nem sustentável. E o princípio do espelhamento é universal. O mundo externo é um espelho do interno. Então, agora faz parte de meu propósito, ajudar as pessoas a se conhecerem. A se aceitarem. É um processo. Contínuo. E muitas vezes chatinho de seguir. Mas é o caminho. Cada um de nós somos um microuniverso, espelhando o macrouniverso. E o mundo que experimentamos fora é um espelho do que levamos dentro. Por isso, cuidemo-nos, conheçamo-nos, transformemo-nos. E o mundo se transformará.

Economia Circular vs. Simbiose Industrial – seria o comeco do fim da SI? [Editado]

A razão da existência da simbiose industrial (SI) está no contraponto à logica de produção linear. Surgiu como uma analogia das relações de simbiose na natureza – conceito oriundo da Biologia.

Dessa forma, a SI tem sido estudada e aplicada em contextos onde ocorre a geração de resíduo e, em seguida, sua destinação é realizada sem aproveitamento de um eventual valor econômico do mesmo. A SI então chega para colocar ordem na casa e explorar potenciais de reaproveitamento do material/energia/recurso rejeitado.

Até alguns poucos anos atrás, o conceito de economia circular (EC) também seguia essa ideia: valorizar o que as tecnologias de produção então desenvolvidas consideravam rejeito. Era basicamente um sinônimo de Simbiose Industrial, ou melhor, o resultado obtido a partir da aplicação dos princípios da SI. Atualmente essa ideia com relação à EC mudou, ou posso dizer também que surgiram outras definições/abordagens para esse termo. Read More »

Economia Circular vs. Simbiose Industrial – seria o comeco do fim da SI?

A razao da existencia do conceito da simbiose industrial (SI) esta no contraponto aa logica de producao linear. Surgiu como uma analogia das relacoes de simbiose na natureza – conceito oriundo da Biologia.

Como contraponto aa logica de producao linear, a SI tem sido estudada e aplicada em contextos onde ocorre a geracao de residuo e, em seguida, sua destinacao eh realizada sem aproveitamento de um eventual (e provavel) valor economico do mesmo. A SI entao chega para colocar ordem na casa e explorar potenciais de reaproveitamento do material/energia/recurso rejeitado.

Ate alguns poucos anos atras, o conceito de economia circular (EC) tambem seguia essa ideia: valorizar o que as tecnologias de producao entao desenvolvidas descartavam “inerentemente”. Era basicamente um sinonimo de Simbiose Industrial, ou melhor, o resultado obtido a partir da aplicacao dos principios da SI. Atualmente essa idea com relacao aa EC mudou, ou posso dizer tambem que surgiram outras definicoes/abordagens para esse termo. Read More »