O que eu poderia ter feito. N.1

Estou começando essa série como um processo de autocura. Colocando para fora os pensamento que chegam sempre que eu sinto que deveria ter agido de forma diferente da que agi. É a série: #Oqueeupoderiaterfeito

É autocura porque é, ao mesmo tempo, aprendizado e liberação. Jogando para o vento mas assimilando ao mesmo tempo.

Essa série começa com: Eu estava numa discussão com colegas do trabalho. Elas estavam discordando do meu ponto de vista. Em um certo ponto da conversa, uma delas, a mais eloquente, fez uma argumentação colocando uma outra temática. Aí eu enveredei pela nova temática. Discordando. Aí ela falou “Ah, mas isso é outro assunto”. E eu: “É verdade. Vamos voltar a trabalhar”. Mas o fato é que ela que colocou o assunto, não eu. Então, eu penso que eu poderia ter falado: “Sim, mas foi você que trouxe ele e não eu”. E tudo bem.

É profunda a minha dificuldade com discordar de maneira cordial. Tudo que sai de mim é cheio de emoção. E às vezes fico irritada. E tenho dificuldade de responder irritada. Como medo de perder a relação. Com medo de a pessoa não gostar mais de mim ou não querer mais me ajudar… É profundo o negócio. Ao mesmo tempo, também tenho uma capacidade muito grande de aceitar e refletir sobre as outras perspectivas das pessoas. Sou aberta a novos olhares. Como ser os dois sem me sentir me abandonando?? …Eis o mistério da fé. hahahaha XD

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s